TIPO DE EMPRESA:

Fabricante de dispositivos de segurança viária

TELEFONE(S):

(19) 3805-9637

(19) 99294 2262

Pesquisa avalia compreensão dos motoristas sobre distração e os riscos do uso de celular ao volante

O trabalho desenvolvido no Brasil teve como proposta identificar comportamentos e a noção dos motoristas quanto a segurança viária.

 Quais as principais distrações ao volante? O que motiva dirigir com responsabilidade? Os motoristas reconhecem que já se distraíram com celular e se sujeitaram a riscos? Que tipo de atitude ao celular é mais perigosa? Os motoristas buscam tecnologias para diminuir os riscos?

Com base nestas e inúmeras outras perguntas, mais de 1000 pessoas (homens e mulheres com habilitação e que dirigem habitualmente), com idade entre 18 e 70 anos, de todas as regiões do Brasil, participaram de um estudo que avaliou o comportamento a percepção dos motoristas quanto as implicações do uso de celular enquanto dirigem.

A pesquisa identificou que mais de 60% dos entrevistados admitem que, em algum momento, tiveram distrações ao volante que os colocou em perigo. Foram citados comportamentos como: escrever mensagens de texto no WhatsApp (classificada como a mais perigosa), procurar informações, ler notícias e mensagens, tirar fotos, falar ao celular segurando o aparelho, entretanto, não veem como arriscado falar ao telefone com o viva-voz (mãos livres) ou consultar o GPS.

Outro ponto relevante é que, cerca de 90% dos entrevistados teriam como motivação, para um comportamento seguro ao dirigir, o medo de sofrer um acidente. Em seguida, viria a preocupação com a família, a responsabilidade de levar outras pessoas no carro e, com menor relevância, o risco de ser multado, entre outros.

Quanto ao acesso à capacitação e reforço do conhecimento, mais da metade declara não ter recebido treinamento ou informações sobre segurança viária após a obtenção da carteira de motorista. Observa-se que é unânime a opinião de que campanhas publicitárias seriam mais eficazes se abordassem casos reais com apelo emocional.

Em relação ao comportamento dos condutores quanto a distância de segurança ao ultrapassar ciclistas e motociclistas, quase 75% entendem que são ignoradas pelos brasileiros e, mais de 94%, acreditam que o celular é a principal causa de distração ao volante, seguida pelo cansaço, direção agressiva, comer e beber, dentre outras.

Este trabalho, identifica que as pessoas realmente utilizam celular enquanto dirigem, a maioria é consciente dos riscos e, mesmo assim, se sujeitam a eles. Outro ponto abordado foi em relação a influência da pandemia (Covid-19) no comportamento dos condutores e passageiros.

Saiba mais sobre a pesquisa, realizada pela empresa Gonvarri Industries que desenvolve mundialmente o programa intitulado de Emotional Driving, que na mais recente edição, se dedicou ao estudo “brasileiros ao volante, distrações e o uso de celular”.

A Gonvarri Industries possui 45 fábricas no setor de transformação de aço plano e alumínio, 20 centros de distribuição e escritórios em 19 países, dos quais fornece soluções metálicas para quatro linhas de negócios: Centros de Serviços, Manuseio de Materiais, Tubos de Precisão e Estruturas Metálicas.

Conheça o Emotional Driving, acesse: www.emotionaldriving.com/en

Saiba mais sobre nossos dispositivos de contenção, acesse: www.marangoni.com.br

 

 - 
Arabic
 - 
ar
Bengali
 - 
bn
German
 - 
de
English
 - 
en
French
 - 
fr
Hindi
 - 
hi
Indonesian
 - 
id
Portuguese
 - 
pt
Russian
 - 
ru
Spanish
 - 
es